Espalhe por Whatsapp

Paul Pierce: uma emocionante despedida de Boston

Renato Campos
Renato Campos

Neste domingo, exatamente 18 anos depois a sua primeira vez vestindo o uniforme do Celtics, Paul Pierce entrou na quadra do TD Garden pela última vez.

Em tempos onde ídolos deixam seus times com muito mais facilidade, Paul Pierce hoje no Clippers, deu uma aula de respeito e agradecimento em sua última temporada na NBA.

Ele não jogado muito desde o final do ano passado, e o Clippers não vem muito bem após um mês de muita inconsistência. Mas mesmo assim, em uma atitude louvavel do treinador Doc Rivers, o jogador de 39 teve a chance de se despedir dos torcedores e do seu eterno Boston Celtics.

Foi com o próprio Doc Rivers, que por lá Paul Pierce ajudou (e muito) para o único título do treinador na temporada 2007-08. A importância do título foi grandiosa. O maior campeão da NBA não conquistava o objetivo maior há 20 anos.

Não importa o quanto Paul Pierce jogue por outras franquias. Quando o nome do jogador entra no papo, você logo o associa à aquele vencedor time do Celtics. Nascido em Los Angeles, a ironia o fez ídolo da franquia de maior rivalidade de sua cidade natal.

Quando o vídeo em sua homenagem começou no telão do ginásio, Pierce não conseguiu se conter. Relambrando os momentos de glória, o veterano não conteve as lágrimas. Em forma de agradecimento maior, Pierce muito emocionado, beixa o sagrado piso do TD Garden. Uma imagem para se guardar para o resto da história do esporte.

Que o exemplo de Paul Pierce reacenda o respeito e comprometimento dos jogadores com seus respectivos times.

Boa, Pierce.

Dá um play e confira o que rola no nosso som!