Espalhe por Whatsapp

Giannis Antetokounmpo se junta a protestos contra o racismo em Milwaukee

Ricardo Romanelli
Ricardo Romanelli

Com a onda de protestos que tomou conta dos EUA após a morte de George Floyd, em Minneapolis, diversos jogadores da NBA foram vistos participando de protestos ou falando a favor das manifestações. O mais recente a aderir foi ninguém menos que Giannis Antetokounmpo, o atual MVP da NBA.

Giannis foi às ruas de Milwaukee acompanhado por seu irmão, Thanasis, e outros companheiros de Milwaukee Bucks como Sterling Brown, Donte DiVicenzo, Brook Lopez e Frank Mason. Giannis falou de um megafone para seus companheiros de manifestação, e não economizou nas palavras:

“Essa é a nossa cidade, temos que vir aqui e apoiar. Queremos mudança, queremos justiça, e é por isso que estamos aqui. É por isso que vou marchar com vocês. Quero que meus filhos cresçam em Milwaukee e que não tenham medo de andar nas ruas. Não quero que meu filho tenha ódio no coração.” - Giannis Antetokounmpo.

O astro do Bucks tem um filho recém-nascido, o qual mencionou em sua fala, e pelo jeito tem a intenção de ter mais herdeiros. Também chamou atenção o fato dele dizer que quer que os filhos cresçam em Milwaukee. Neste momento, ninguém está pensando nisso, mas o contrato de Giannis com o Bucks acaba em 2021 e a torcida do Bucks está apreensiva com a renovação.

Giannis se junta a LeBron James, Steph Curry, Jaylen Brown, Malcolm Brogdon, Stephen Jackson e tantos outros atletas e ex-atletas da NBA que lideram suas comunidades locais na luta contra o racismo e por um mundo melhor. Mais do que nunca, vivemos a era do empoderamento dos jogadores, e isso vai muito além das quadras.


Dá um play e confira nossa playlist NBA Finals 2020 - Miami x L.A.