Espalhe por Whatsapp

NBA: 5 times que podem ser o novo destino de Russell Westbrook

Renato Campos
Renato Campos

Offseason da NBA de 2020: 5 locais de pouso em potencial para Russell Westbrook

Russell Westbrook quer sair. Se os Houston Rockets o trocarem, esses cinco cenários podem fazer sentido.

Você sabe, a frase totalmente clichê que você já viu no Twitter da NBA 20 vezes após a reportagem de quarta-feira de Shams Charania.

Mas vamos lá: Clutch City, temos um problema.

De acordo com a principal fonte de notícias do The Athletic, Russell Westbrook quer sair de seu contrato com o Houston Rockets. Como Adrian Wojnarowski e Tim MacMahon da ESPN relataram no início do dia, Westbrook perdeu a fé na direção do time, estilo de jogo e falta de responsabilidade.

Após a saída do gerente geral Daryl Morey e do técnico Mike D’Antoni, não é surpreendente ouvir que Westbrook e James Harden estão desconfortáveis com a rapidez com que a janela de título de Houston se fechou. O Rockets esta à beira de implodir e, embora sua superestrela da franquia não queira sair, a co-estrela que chegou a Houston no verão passado, sim.

A troca por Chris Paul de Houston continuará a parecer pior e pior a cada dia que passa, mas mesmo ignorando os custos irrecuperáveis, os três anos restantes e $ 132,6 milhões no contrato de Russ serão difíceis de mover. Embora ele não seja um jogador tão destrutivo quanto ele faz parecer, Russ provou ao longo de sua carreira que não é bom o suficiente para ser o melhor jogador em um legítimo candidato ao título.

Entre aquele enigma desconcertante, sua idade (ele acabou de fazer 33 anos) e o fato de ter um dos piores contratos do basquete o torna difícil de negociar para qualquer um, exceto para os times mais desesperados. Ainda assim, por mais difícil que seja conjurar uma negociação sensata para Westbrook, vamos pensar avaliar cinco cenários possível para que isso aconteça.

NBA ANUNCIA ABERTURA DA QUARTA MAIOR NBA STORE DO MUNDO EM SÃO PAULO EM 2021

5. Memphis Grizzlies

Grizzlies recebe: Russell Westbrook

Rockets recebe: Gorgui Dieng, Kyle Anderson, Tyus Jones, Escolha de primeira rodada de 2021 (Via Jazz)

O Rockets enviou alguns futuros jogadores de primeira rodada no negócio malfadado por Chris Paul. Qualquer negociação por Westbrook que possa recuperar alguns desses ativos perdidos é uma vitória, mesmo que os jogadores que vão para Houston aqui não sejam um retorno ideal para um All-Star que fez 27,2 pontos, 7,9 rebotes e 7,0 assistências por último jogo ano.

Um pacote de Gorgui Dieng, Kyle Anderson e Tyus Jones, daria a Houston uma ajuda bastante necessária. A defesa multi-posicional de Anderson seria uma adição bem-vinda, Dieng seria automaticamente o melhor pivô do Rockets e Jones é outro reforço sólido. Jogar um draft pick de qualquer tipo - mesmo um protegido do Utah Jazz - é uma vitória.

Para o Memphis Grizzlies, uma dupla de armação com Westbrook e Ja Morant manteria as defesas em alerta por todas as noites. O puro atletismo em exibição seria de tirar o fôlego, e embora Memphis deva evitar tirar a bola das mãos de Morant, o calouro do ano com 33,5 por cento de arremessos de 3 pontos indica que ele poderia respeitosamente espaçar o chão em um futuro próximo.

Westbrook sem dúvida colocaria Memphis na zona dos playoffs.

Mais 5 livros sobre basquete que você não pode deixar de ler

4. Chicago Bulls

Bulls recebe: Russell Westbrook

Rockets recebe: Otto Porter JR., Cristiano Felicio e Luke Kornet

A quarta escolha do Chicago Bulls no draft deste ano está fora de questão, mas se o novo técnico Billy Donovan estiver preocupado com Tomas Satoransky ou entregando as rédeas a um foguete de segundo ano como Coby White, um acordo por Westbrook pode fazer algum sentido.

A opção de jogador de Otto Porter Jr. de $ 28,5 milhões é o ponto de partida e, para fins de equiparação salarial, os contratos de Cristiano Felicio ($ 7,5 milhões) e Luke Kornet ($ 2,3 milhões) dariam a Houston algum alívio no cap em 2021.

Não sabemos muito sobre Arturas Karnisovas (vice-presidente executivo de operações de basquete) ainda, mas ele está prestes a preparar esta franquia para uma reconstrução. Na verdade, uma troca por Westbrook não parece se encaixar com o movimento jovem de Chicago, mas se tudo que eles largariam de mão for o contrato expirante de uma ala jovem, talvez isso se torne um pouco mais realista?

Westbrook tornaria o Bulls automaticamente mais emocionante, mesmo que ele e Zach LaVine na mesma armação fossem catastróficos no setor de defensa. Então, novamente, se Karnisovas continuar a ajustar uma reconstrução, LaVine provavelmente não durará muito por lá de qualquer maneira.

Para o Rockets, eles teriam um período de teste de um ano para Porter, que tem apenas 27 anos e conseguiu 17,5 pontos e 5,5 rebotes por jogo em um aproveitamento de 48,8 por cento de longa distância em seus primeiros 15 jogos com o Chicago até se machucar. As lesões atrapalharam sua temporada 2019-20 e o limitaram a apenas 14 jogos, mas seu potencial como um ala arremessador e bom de defesa seria um bom complemento para James Harden.

Atlanta Hawks homenageia Martin Luther King Jr. com novos uniformes alternativos

3. Charlotte Hornets

Hornets recebe: Russell Westbrook

Rockets recebe: Nicolas Batum e escolha de primeira rodada de 2023

Devonte ’Graham rapidamente provou ser uma jóia e Terry Rozier na verdade não estava muito mal com aquele contrato que assinou no verão passado, mas não vamos meditar nas palavras: Russell Westbrook seria um upgrade significativo para qualquer um deles. A questão aqui é se o Charlotte Hornets estaria dispostos a reduzir um deles a um sexto homem apenas para tentar uma vaga nos playoffs.

Charlotte tem um bom conjunto de jovens, incluindo Graham, Rozier, PJ Washington, Miles Bridges e Malik Monk, mas nenhum grande nome. Talvez eles encontrem um no draft de 2020 com a terceira escolha geral, mas em uma classe mais fraca, desprovida de talento para alterar a franquia, é improvável. Isso por si só não é motivo suficiente para negociar por um jogador como Westbrook, mas seria apenas às custas da expiração do contrato de Nicolas Batum e de uma escolha futura do draft.A tentação pode começar a se insinuar em tal cenário.

Isso pode não ser um retorno suficiente para o Rockets, e Charlotte pode se contentar apenas em desenvolver seu núcleo jovem sem entupir seu cap até 2023. Como já dissemos várias vezes, é por isso que elaborar um plano plausível para uma negociação por Westbrook é difícil.

5 jogadores que terão camisas aposentadas e 5 que deveriam ter

2. Detroit Pistons

Pistons recebe: Russell Westbrook

Rockets recebe: Blake Griffin

O site Hoops Habit têm escrito sobre isso há algum tempo, mas uma possível troca Russel Westbrook-Blake Griffin faria algum sentido para os dois lados.

Para o Detroit Pistons, eles teriam um armador de origem para ajudar a injetar algum estímulo nas veias de uma franquia que precisa acordar de seu coma. Eles manteriam sua sétima escolha geral no draft deste ano, se livrariam do enfermo Griffin e adicionariam um jogador que não impediria uma reconstrução.

Para o Rockets, eles estariam negociando três anos de salário inflado por dois anos com Griffin, que deve receber $ 36,8 milhões no ano que vem antes de uma opção de jogador de $ 39 milhões em 2021-22. Harden e Russ não funcionavam realmente como uma dupla, mas e um Griffin saudável? Eles podem se complementar melhor e, mesmo se não o fizessem, eles só teriam que engolir dois anos de salário em vez de três. Isso é tão bom quanto pode ser para os esforços de última hora para manter a janela de título de Harden aberta através da troca de Westbrook.

Pistons recebe: Russell Westbrook

Rockets recebe: Tony Snell e escolha de primeira rodada em 2022

Não se esqueça, o novo GM do Pistons, Troy Weaver, passou seus primeiros dias como assistente do GM com o Thunder, então ele está bastante familiarizado com o que Russ traz para a mesa.

Se o Rockets não estiver interessados na versão de Griffin, que jogou apenas 18 jogos na temporada passada devido a uma lesão (e estava extremamente enferrujado por causa disso), o Pistons ainda tem $ 20 milhões em espaço de limite. Entre isso e o envio da opção de jogador de $ 12,2 milhões de Tony Snell, isso seria o suficiente para receber o salário de Westbrook em uma troca.

Houston receberia outra ala 3-e-D (embora abaixo da média), o salário de Snell expiraria no final do ano e o Rockets pegariam um jogador extra na primeira rodada do draft. Enquanto isso, o Pistons de repente teriam um núcleo de Westbrook e Griffin.

Os recordes mais vergonhosos da história da NBA

1. New York Knicks

Knicks recebe: Russell Wesbrook

Rockets recebe: Bobby Portis, Wayne Ellington, Frank Ntilikina e Kevin Knox

Vamos colocar desta forma: Além de RJ Barrett, Mitchell Robinson e a escolha nº 8 no draft deste ano, não há muito que estaria realisticamente fora dos limites para o New York Knicks. Seja qual for a combinação de preenchimento de salário e jovens perspectivas que Houston deseja, uma franquia desesperada como o Knicks considerará a possibilidade de cumprir uma negociação. Isso significa que eles deveriam? Não necessariamente, a menos que o preço seja baixo o suficiente para ser atraente demais para ser recusado.

Russ traria um pouco de emoção muito necessária de volta para a Big Apple. Barrett, Robinson e a escolha nº 8 são os únicos intocáveis, mas se o Knicks oferecesse a escolha nº 27 ou um futuro primeiro round? O Rockets deve aceitar essa ideia.

Para fins de correspondência salarial, alguma combinação de Julius Randle, Bobby Portis, Taj Gibson e Wayne Ellington funciona, com jovens em potencial como Frank Ntilikina e Kevin Knox sendo incluídos na mistura para dar aos Rockets algo a mais para esperar quando Harden eventualmente ficar frustrado e forçar sua saída.

Em nosso acordo proposto, o Rockets receberia $ 15,8 milhões de Portis prestes a expirar, $ 8 milhões de Ellington também na mesma situação, Ntilikina, Knox e uma escolha de primeira rodada em 2021 pelo Knicks através do Dallas Mavericks. Isso daria a Houston um pivô small ball em Portis, um veterano atirador em Ellington, dois jovens candidatos em Ntilikina e Knox e uma escolha no draft.

Como é o caso em quase todas essas propostas de troca, talvez o Knicks prefira apenas manter o curso em vez de trocar algumas fichas (reconhecidamente menos emocionantes) por uma atualização cara de curto prazo. Mas se algum time estivesse com sede o suficiente para aproveitar as notícias de Westbrook, há alguma dúvida de que seriam o Knicks?

As três aposentadorias mais marcantes da história da NBA

Curta o som Hoop78!

Este pode ser o motivo pelo qual o Warriors ainda não fez uma troca esta temporada

Renato Campos
Renato Campos

Com o Warriors tendo uma temporada surpreendentemente bem-sucedida, mesmo sem o All-Star Klay Thompson, eles parecem mais candidatos aos playoffs a cada semana. Embora eles ainda estejam lutando para juntar as peças dessa quase nova escalação do Warriors, considerar fazer mais uma adição ao elenco pode ajudar a transformar o Warriors em um time de playoffs.

Adicionar outro jogador estrela ao elenco do Golden State seria de fato benéfico. No entanto, qualquer troca blockbuster que o Warriors poderia potencialmente propor incluiria mais do que provavelmente Andrew Wiggins, e o Warriors pode não estar pronto para se separar de seu armador ainda.

Andrew Wiggins pode ser o motivo

Um fator-chave para o sucesso dos Warriors atualmente, e por que eles têm sido capazes de acalmar os críticos da pré-temporada, é em grande parte o desempenho MVP de Stephen Curry nesta temporada. O Warriors foi de fato o pior time de toda a liga na temporada passada, com Curry jogando apenas cinco jogos, e é garantido que os resultados seriam os mesmos se não fosse por Curry. Ele tem uma média de 29,4 pontos, 6,1 assistências e 5,4 rebotes - tudo o que ele precisa para combinar com seus bons números são mais vitórias.

Curry não está apenas carregando uma carga ofensiva pesada para o Warriors, mas a escolha número 1 do draft da NBA de 2014, Wiggins, também se tornou um dos jogadores mais conceituados do time.

Esta temporada será a primeira temporada completa de Wiggins com a equipe e ele causou impacto em quase todos os jogos. Ele conseguiu se manter saudável e ser eficaz no lado defensivo contra o qual o Warriors está lutando. Seu crescimento como jogador no plantel do Warriors foi evidente. Em suas seis temporadas na NBA, embora ele tenha tido uma média de 20 pontos ou mais em três delas, sua porcentagem de arremessos não passou de 45,9%, até esta temporada com o Warriors.

Wiggins agora está atirando em 46,8%, que é o recorde de sua carreira. Ele também está liderando o time em tocos por jogo, assim como o time está tendo problemas defensivos nesta temporada.

Se o Warriors propusess uma troca de sucesso nesta temporada, eles teriam que igualar os salários do jogador que chegasse, que é onde Wiggins entraria em jogo. Ele está atualmente recebendo $ 29,5 milhões nesta temporada e deve $ 65 milhões nas próximas duas. No entanto, esse foi o preço que eles tiveram que pagar quando negociaram com D’Angelo Russell e conseguiram a escolha do primeiro turno do Timberwolves em 2021.

Wiggins fazendo jus ao seu salário

Além de pagar Wiggins, a equipe também tem Curry, Klay Thompson e Draymond Green, todos com contratos de alto salário. Então, para trazer um jogador de sucesso, trocar um desses quatro seria uma obrigação, e os três últimos provavelmente estão fora de questão.

No entanto, Wiggins fez um trabalho decente garantindo que seu nome não fosse mencionado em rumores de troca até agora. Ele está atualmente com uma média de 17,6 pontos nesta temporada e se esforça para desbloquear todo o seu potencial no elenco do Warriors e ajudar o time a chegar aos playoffs.

No entanto, ainda há uma grande chance de que o Warriors possa aumentar seu ritmo e lutar por uma classificação mais alta. A equipe está atualmente apenas 2,5 jogos atrás do Suns, que está em quarto lugar na Conferência Oeste. O Warriors também teve uma dos calendários mais difíceis da liga até agora.

A melhora no jogo de Wiggins pode ser a razão pela qual o Warriors não se envolveu em uma troca blockbuster, embora o prazo da NBA não seja até 25 de março. Mas, com Wiggins ainda no elenco, a equipe pode ter um futuro brilhante.

Curta o som Hoop78!