Espalhe por Whatsapp

Ajude o Wallace em seu sonho de jogar na NBA

Ricardo Romanelli
Ricardo Romanelli

Hamilton Wallace Gonçalves de Souza, mas pode chamar de Wallace ou Wall. Aos 20 anos de idade, o jogador de 2,07 metros de altura e 2,23 metros de envergadura é um dos grandes talentos do basquete brasileiro, e assim como muitos, sonha em chegar na NBA, o maior palco do esporte.

Wallace é de Carapicuíba, na grande São Paulo, e começou cedo no basquete, com apenas onze anos de idade, em um projeto do grupo Mackenzie.

Aos quatorze anos, foi para o Paulistano, tradicional potência do basquete na capital paulista, onde integrou as categorias de base do clube e jogou até os dezessete anos de idade, sendo campeão paulista de sua categoria neste período.

Para jogar o sub-19, foi para o Bauru, outra equipe de destaque no cenário nacional, e depois para o Palmeiras, na volta a São Paulo. Na sequência, recebeu o convite para jogar basquete no high school americano, e se transferiu para a Carolina do Norte. Lá, foi campeão nacional, e recebeu algumas ofertas para atuar no basquete universitário.

Fã do basquete da NBA, ele tem como maiores modelos jogadores como LeBron James, Kevin Durant e Giannis Antetokounmpo. Ele diz que sua maior inspiração é Durant, por ser um atleta grande e matador que pontua de qualquer parte da quadra, como ele deseja ser.

Image title

Agora, Wallace luta para alcançar seu sonho. Ele tem o convite da Lake Land College, em Chicago, para estudar lá com bolsa integral e atuar pelo time de basquete da instituição. O atleta diz que seus objetivos na faculdade, que disputa a NJCAA Division 1, é de melhorar seu inglês e condicionamento físico para posteriormente se transferir a uma escola da NCAA e posteriormente se inscrever no Draft da NBA.

Ele também planeja estudar fisioterapia, área em que deseja se especializar e atuar após sua carreira no basquete, que esperamos que seja longa e próspera.

Para alcançar este objetivo, entretanto, Wallace precisa de ajudar. A subida do Dólar em meio à atual crise econômica mundial encareceu a viagem, e ele também vai precisar passar por um período de quarentena de 15 dias no Panamá antes de entrar nos EUA. Para ajudar a custear a viagem, sua família criou uma vaquinha online, para todos que quiserem ajudar este promissor atleta a alcançar seu sonho maior.

A soma arrecada visa cobrir os custos de viagem e estes 15 dias de quarentana obrigatória no Panamá, além de um capital inicial para que ele se estabeleça ao chegar nos EUA. 

Estimulamos a todos que tiverem condições que ajudem Wallace a fazer a viagem e se estabelecer nos EUA, para que seja o começo de um sonho e a trajetória de mais um brasileiro no palco do maior basquete do mundo.

A vaquinha online pode ser acessada neste link, e você também pode seguir o Wallace no Instagram

Dá um play e confira o que rola no nosso podcast!