Espalhe por Whatsapp

Como a escola de Kobe Bryant recuperou camisa roubada do astro

Thiago Agovino
Thiago Agovino

Era um domingo de Super Bowl, a grande final do campeonato de futebol americano em 2017. Enquanto todos os olhos estavam voltados para saber quem seria o grande campeão no jogo entre New England Patriots e Atlanta Falcons, dois ladrões invadiam a Lower Merion High School em Philadelphia para cometer um roubo.

O objetivo? Obter itens valiosos e dentre eles uma réplica autografada do uniforme aposentado pela Lower Merion do seu jogador mais famoso, ninguém menos que Kobe Bryant, uma das maiores estrelas da história da NBA e do Los Angeles Lakers. Na ação, também foram levados, dentre alguns itens, o troféu da conquista do campeonato estadual em 1996 e a rede de um dos aros da partida.

Image title

Apesar de, até hoje, os ladrões não terem sido identificados e o crime resolvido, dois anos após o ocorrido, o uniforme finalmente está de volta à Lower Merion. Mas, como isto foi possível? Um fã de Kobe Bryant teve uma atitude pra lá de épica e ajudou a retornar o item para seu local de origem. Liu Zhe, de 28 anos, nascido na China e que se considera um fanático pelo astro do Lakers, foi o responsável por devolver o uniforme autografado para a escola.

Em outubro de 2018, Liu Zhe adquiriu o uniforme após ter sido contatado por um vendedor online, afinal, ele não faz questão de esconder sua coleção de itens sobre Bryant na sua conta do Instagram (@kobeliuzhe).

Image title

Com interesse em contar com mais um item raro, ele não teve dúvidas em comprar o uniforme. Liu disse à reportagem da ESPN que pagou aproximadamente U$2.000 pelo item, feliz por adicionar a camisa número 33 do campeonato colegial disputado por Bryant pela Lower Merion High School, afinal, ele já possuía uma vasta coleção de uniformes de seu ídolo, inclusive outras versões da própria Lower Merion, com a numeração 8 e 24, assim como a nº 10 que Kobe usou pela seleção norte americana.

Com o mais novo item de sua coleção em sua posse, Liu percebeu a extrema similaridade do uniforme adquirido com o que tinha sido roubado de Lower Merion e suspeitou que poderia mesmo ser a mesma camisa. Ele tinha a intenção de devolver à Bryant pessoalmente, em uma visita que Kobe faria à China para promover a Copa do Mundo de Basquete em 2019.

Segundo Liu, a atitude de querer devolver o uniforme foi motivada pela famosa mentalidade Mamba (“Mamba Mentality”). Ele já tinha se encontrado com Kobe algumas vezes, nas viagens que Bryant costuma fazer à China e também em viagens que Liu fez aos EUA, para assistir à jogos e também participar de eventos promocionais que Kobe participa.

Em um dos camps de treinamentos patrocinados por Bryant em Los Angeles, Liu foi eleito o “Camper of the Day”, ou seja, o membro do dia. O prêmio? Uma foto do encontro com o ídolo reconhecendo o título e ainda autografada, com uma frase pessoalmente escrita pelo astro para Liu. “Ele assinou ‘Sonhe grande, viva epicamente! Mentalidade Mamba!’”, disse Liu. “O que eu fiz foi Mentalidade Mamba”.

Image title

O desejo de devolver o uniforme recuperado pessoalmente para Bryant mudou quando ele contatou um representante da Lower Merion pela sua conta do Instagram. Liu então concordou em devolver o item via postagem de volta para a escola. Ele não quis receber nenhuma compensação pelo retorno do uniforme, apenas gostaria que Bryant fosse informado sobre o retorno da camisa para Lower Merion antes que seu ídolo voltasse à China.

Para que a devolução fosse feita com sucesso, a participação de outro chinês foi fundamental. Apesar de todo o protagonismo de Liu, Saiyuan Bian, jogador de basquete profissional da China, foi essencial para que todo o processo acontecesse, pela intermediação que fez nas traduções da conversa entre Liu e Lower Merion.

Mas, como ele surgiu na história? Bian foi tradutor em um trabalho que fez para o treinador Gregg Downer, de Lower Merion, quando o time do Shanxi Brave Dragons fez um camp de treinamentos de pré-temporada na Philadelphia, em 2014. “Nós procuramos Bian e dissemos ‘Acho que este cara está querendo um encontro com o Kobe, mas talvez estejamos nos perdendo na tradução’, disse à ESPN o assistente de treinador, Doug Young, que foi companheiro de time de Bryant em Lower Merion. “Então, Bian, nosso amigo na China, meio que se tornou um intermediário nisso tudo”.

Quando o uniforme foi recebido pela escola, ele foi imediatamente entregue para o departamento de polícia de Lower Merion, que após consultar especialistas em reconhecer autenticidades, constataram que realmente aquele uniforme era o que foi roubado da escola.

Um fato curioso é que o uniforme não foi usado por Kobe Bryant em nenhum dos 2.883 pontos que ele marcou nos 4 anos que jogou por Lower Merion, de 1992 a 1996. De acordo com a reportagem da ESPN, a escola tinha 10 replicas que foram feitas quando Kobe teve seu uniforme aposentado. Bryant assinou 10 camisas que foram distribuídas para personalidades importantes da escola e uma delas foi colocada para exposição, justamente a que foi roubada.

Em uma recente viagem à China para promover a Copa do Mundo de Basquete 2019, a boa ação de Liu foi recompensada. Membros da equipe de Kobe Bryant entraram em contato com Liu para informar que Bryant gostaria de demonstrar gratidão pessoalmente pela generosidade de Liu, antes de retornar aos EUA.

O encontro aconteceu na cidade de Shenzhen, onde Kobe promovia o seu livro “The Wizenard Series: Training Camp.". Apesar de já ter se encontrado pessoalmente com Bryant em outras oportunidades, desta vez era uma situação muito especial. “Eu perguntei para o Kobe, ‘você se lembra de mim?”, disse Liu. “Ele me respondeu, ‘Sim, obrigado por devolver a camisa. Você fez algo grandioso’”.

Liu aproveitou a oportunidade para dar à Bryant uma carta escrita por ele, detalhando o que o jogador duas vezes MVP das Finais da NBA significa para ele. “Obrigado Kobe”, diz o agradecimento final na carta. “Obrigado por 20 anos de sua companhia. Mamba nunca fora (never out)”.

Image title

E não foi só Kobe que agradeceu a boa ação de Liu, que ainda contribuiu com informações do vendedor na tentativa de ajudar a solucionar o crime.

“O Distrito Escolar de Lower Merion agradece o fã chinês que fez a coisa certa e retornou o uniforme de Kobe Bryant para a escola de Lower Merion” declarou o distrito numa comunicação oficial do órgão.

Para Doug Young, o gesto de Liu pode parecer simples, mas a nobreza desta ação tem impactos muito além do imaginado. “Tenho certeza que turistas, fãs de Kobe, que vêm para a Escola Lower Merion para conhecer o ginásio Kobe Bryant e a sala de troféus vão gostar de poder ver o uniforme novamente”, disse Young. “Para a nossa escola e a comunidade, significa muito mais que isso. Estamos agradecidos que alguém foi generoso e disposto à nos devolver um pouco de nossa história”.

Dá um play e confira o que rola no nosso som!