Espalhe por Whatsapp

O recorde de Gregg Popovich

Ricardo Romanelli
Ricardo Romanelli

Com o começo da temporada 2019-20, Gregg Popovich alcança um feito histórico. O técnico do San Antonio Spurs supera Jerry Sloan e se torna o treinador a permanecer mais tempo ininterruptamente com uma única equipe. No comando do Spurs desde 1996, Pop chega à 24ª temporada à frente da premiada equipe, superando as 23 temporadas de Sloan no Utah Jazz, entre 1988 e 2011. 

Popovich chegou ao comando técnico Spurs em 1996 num mar de incertezas. A equipe tinha David Robinson, um dos melhores jogadores da liga, mas patinava e tinha dificuldades em vencer de maneira consistente. Pop vinha desempenhando o papel de General Manager desde 1994, e já havia passado pelo Spurs como assistente técnico entre 1988 e 1992, sob o comando de Larry Brown, seu mentor. 

Image title

No começo da temporada de 1996-97, o time ia mal e começou com apenas 3 vitórias nas primeiras 18 partidas, sofrendo com uma lesão de Robinson. Popovich então decidiu demitir o treinador Bob Hill e se autonomeou técnico. Sean Elliot e Chuck Person, outras peças importantes do time, também sofreram com muitas lesões e a equipe alcançaria apenas 20 vitórias na temporada. A campanha deu ao Spurs a primeira escolha no Draft de 1997, que mudaria para sempre a história da franquia e da NBA, pois foi utilizada para selecionar o astro TIm Duncan. 

A chegada de Duncan mudou os rumos da franquia, e em muito pouco tempo a parceria dele com Robinson no garrafão do Spurs deu resultados, pois a franquia foi campeã da NBA em 1999. O time seguiria sendo uma das forças da NBA por quase 20 anos, consagrando também outras lendas como Manu Ginobili e Tony Parker, que chegaram depois do título de 1999 e estiveram presentes nos outros quatro títulos conquistados junto com Pop e Duncan, em 2003, 2005, 2007 e 2015.

Image title

Contar toda a trajetória de Popovich e no Spurs numa das trajetórias de maior dominância da NBA merece todo um documentário, e não apenas um artigo, mas alguns números mostram bem o padrão de excelência que o treinador ajudou a injetar no DNA da franquia de San Antonio. Ele foi eleito três vezes o melhor técnico do ano (2003, 2012 e 2014), além de ter sido quatro vezes técnico do Oeste no All-Star Game (2005, 2011, 2013 e 2016). 

Sob seu comando, Duncan foi duas vezes MVP da NBA (2002 e 2003) e diversos outros jogadores tiveram bastante sucesso. Além de Duncan, Ginobili foi eleito o melhor reserva da NBA, e vários atletas foram eleitos muitas vezes para o All-Star Team, como Tony Parker, David Robinson, Kawhi Leonard e LaMarcus Aldridge, além dos já citados Duncan e Ginobili. Leonard, inclusive, foi eleito duas vezes o melhor defensor da NBA durante seu período com o Spurs (em 2015 e 2016), além de ter sido MVP das Finais em 2014, quando a equipe bateu o favorito Miami Heat, de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh. 

Image title

Ao longo dos anos, Popovich e o Spurs se tornaram sinônimo de excelência, profissionalismo, seriedade e jogo coletivo, todas características ligadas diretamente ao estilo do treinador, que é a principal peça desta engrenagem de sucesso. Nestas 24 temporadas, gerações de atletas estiveram sob seu comando com uma característica em comum: desde 1997, o time sempre foi aos playoffs, e atualmente Pop e o Spurs são detentores da maior sequência de temporadas com classificação para a fase seguinte da NBA. Já são 22 temporadas seguidas alcançando a fase mais importante da NBA, o que também é um recorde. Phil Jackson, com 20, e Pat Riley, com 19 temporadas seguidas alcançando os playoffs completam o top3. 

E é por isso tudo que Popovich é considerado por seus pares, dirigentes, atletas e comentaristas como o melhor técnico da NBA, inclusive tendo sido eleito como tal na recente pesquisa com os GMs da NBA, que pediu a opinião dos dirigentes sobre vários temas. Na categoria melhor técnico, Pop foi eleito com 55% dos votos, uma marca que demonstra o respeito que ele tem ao redor da liga. 

Para esta temporada, num Oeste cada vez mais difícil, muitos colocam a classificação do Spurs e a manutenção da sequência de playoffs como um desafio, mas Pop e seus comandados não parecem temer muita coisa. Com um mix interessante de astros veteranos e jovem em ascensão, Popovich parece ter o terreno perfeito para, mais uma vez, mostrar sua genialidade na beira da quadra e mostrar que excelência é um hábito, e não um momento isolado. 

Dá um play e confira o que rola no nosso som!