Espalhe por Whatsapp

Os 10 melhores arremessadores de média distância da NBA hoje

É uma filosofia comum para a maioria dos ataques da NBA hoje em dia tirar vantagem das análises e buscar os arremessos mais eficientes. Costumava-se acreditar que quanto mais perto você estivesse da cesta, melhor seria o chute. Hoje em dia, no entanto, os bons arremessos incluem aqueles de além do arco, cortesia de um certo Wardell Stephen Curry.

Isso deixa o icônico arremesso de meia distância em uma posição um tanto estranha; esses arremessos são feitos à distância, sem o benefício do 1 ponto adicional que o de 3 pontos fornece. Portanto, é considerado o arremesso menos eficiente no basquete.

Isso não quer dizer que o tiro de média distância esteja morto e inútil, no entanto. Vários arremessos que decidem jogos são feitos na área intermediária. Ainda é uma jogada extremamente útil para ter no repertório de um jogador.

Dito isso, vamos a uma lista feita pelo jornalista Timothy Sevilleja, onde ele ressalta 10 pontuadores de médio porte mais mortíferos da NBA hoje. Foi considerando estritamente apenas a capacidade atual, bem como as estatísticas atuais. O volume de arremessos de média distância para cada jogador também será levado em consideração. Por último, eles também definiram o "arremesso de médio alcance" como sendo uma arremesso feito entre a linha do garrafão e a linha de três pontos.

Sem mais, vamos a lista dos maiores assassinos de média distância da atualidade.

10) Devin Booker

DBook é um dos maiores pontuadores da liga hoje, em comparação com o grande Kobe Bryant, treinado por ele. A influência do Black Mamba é claramente visível no formidável jogo ofensivo do jogador.

Booker é um jogador habilidoso e excelente manuseio e habilidade de chute. Ele utilizou todas essas habilidades para ser uma ameaça séria de média distância. Booker está atualmente com uma média de 2,2 cestas de médio distância por jogo, com uma eficiência de 45,2%, que se manteve constante ao longo dos anos.

O jogador de 24 anos está atualmente marcando 22,2 PPG nesta temporada, quase igualando a média de sua carreira de 22,5 pontos. No entanto, seu Phoenix Suns está ressurgindo com ele e o recém-adquirido Chris Paul no comando do ataque do técnico Monty Williams. Book e o Suns estão parecendo bem para finalmente chegar aos Playoffs da NBA pela primeira vez em mais de uma década, e eles estão fazendo isso mesmo com Booker não jogando o seu melhor.

9) C.J. McCollum

C.J. McCollum certamente não tem medo de fazer a bola voar de qualquer lugar, seja na área de três pontos ou na média distância.

O Trailblazer é um dos melhores pontuadores da liga e, sem dúvida, um dos melhores jogadores da atualidade, sem uma única participação no All-Star. Ele é excelente e chutes de média, com cerca de 2 por jogo com um aproveitamento de 53,1%. Ele também ficou em quinto lugar em cestas de média convertidas na última temporada, com 2,2. arremesos feitos em 4,4 tentativas. Essa habilidade de pontuação dinâmica serviu tremendamente a McCollum ao longo de sua carreira; ele transformou o perímetro em uma arma com grande efeito em sua carreira com média entre 18-19 pontos por jogo.

McCollum está tendo uma temporada de 2020-21 sensacional, marcando quase 27 pontos por jogo antes de sua lesão o impedir de jogar por cerca de 4 semanas. O Blazers vai precisar dele de volta o mais rápido possível se quiserem permanecer competitivos em uma Conferência Oeste que está mantendo nomes como o Dallas Mavericks e o Denver Nuggets fora dos Playoffs da NBA.

8) Jaylen Brown

Depois de anos tentando estourar, parece que Jaylen Brown está prestes a fazer sua primeira temporada All-Star.

Brown tem sido realmente bom nos últimos tempos. O swingman tem sido o melhor jogador do Boston Celtics para começar a campanha de 2020-21, com Kemba Walker afastado devido a lesão e alguns arremessos um tanto inconsistentes de Jayson Tatum. Brown tem atualmente uma média de mais de 25 pontos por jogo, bom o suficiente para o décimo lugar geral na liga. Ele tem sido ótimo da linhas dos 3, como de costume, mas ele abraçou a área intermediária também. Brown está atirando no meio, com excelentes 63,3 por cento suas 2,6 tentativas por jogo.

Uma mão firme e segura para o Celtics, Brown espera continuar sua excelência em pontuar para bucas a primeira posição na Conferência Leste. Não faria mal para ele manter sua eficiência na faixa intermediária também.

7) Khris Middleton

Khris Middleton é um atirador muito eficiente com um volume bastante respeitável. Poucos jogadores podem se encaixar melhor com Giannis Antetokounmpo.

O 2x All-Star teve um par de temporadas sensacionais que ele conquistou muito devido ao seu fantástico arremesso de três e, de fato, o de média distância. Sua eficiência está atualmente oscilando em torno da marca de 50-40-90, enquanto atualmente dispara a 47,5% em 4,5 tentativas por jogo. Além disso, ele liderou a NBA no midrange nos últimos playoffs, com 3,2 tiros convertidos em um aproveitamento de 46,4%.

Embora alguns torcedores do Bucks prefiram que ele dê alguns passos para trás até a linha de três pontos para aquele espaço adicional e o ponto extra.

6) Kawhi Leonard

Kawhi Leonard é um defensor brilhante, tem mãos notavelmente grandes e, claro, o jogo pull-up de média distância.

A temporada começou devagar para o campeão e MVP de Finais da NBA, com ele convertendo apenas 37,5% de suas tacadas de média distância. No entanto, ele já provou nas últimas temporadas que é capaz de uma eficiência quase robótica nessa faixa; ele na verdade ficou em segundo lugar apenas para LaMarcus Aldridge na última temporada em tentativas de midrange.

Apesar de Leonard não esteja na sua melhor forma com seus arremessos de média neste início de temporada, ele ainda tem uma média de 25 pontos por jogo em um aproveitamento ridículo de 50%. Seu Clippers também tem voado na Conferência Oeste, já que estão no topo junto com o Lakers.

5) DeMar DeRozan

A pontuação e a habilidade atlética de DeRozan combinam com os grandes, mas é sua eficiência no midrange que faz o jogador ser respeitado.

DeMar DeRozan é um daqueles jogadores que são elogiados e criticados por seus chutes de média distância. Ele é conhecido como um dos melhores atiradores de midrange da liga há algum tempo; o 4x NBA All-Star tem estado consistentemente perto do topo da liga em termos de tentativas e acertos de field goal la daquela área. Infelizmente, tem sido uma crítica contínua em relação a DeRozan que ele atira em muitos jumpers de média distância, e não o suficiente além do arco. No entanto, ele conseguiu uma carreira de 20 pontos por jogo sendo um pontuador predominantemente com seu midrange.

A carreira de DeRozan no San Antonio Spurs não tem sido das mais bem-sucedidas; A equipe do técnico Greg Popovich está acabando de sair de uma vaga no Playoff perdida, a primeira do time em 22 anos. Ele e a equipe procuram melhorar em relação à temporada anterior, já que atualmente estão na oitava posição de uma Conferência Oeste altamente competitiva.

4) Bradley Beal

Estatisticamente, Bradley Beal é o melhor pontuador da NBA no momento.

Claro, o tamanho da amostra de jogos disputados nesta temporada deve ser levado em consideração. No entanto, o Washington Wizard ainda foi um dos melhores times de arremesso de média antes desta temporada; ele acabou de ser absolutamente espetacular em pontuação este ano e dominou a área intermediária, em seu caminho para liderar o campeonato com quase 35 pontos por partida. Beal está liderando a liga de 4,1 cestas de média distância com um aproveitamento de 56,2%.

O 2x All-Star está jogando atualmente o melhor basquete de sua já impressionante carreira. Infelizmente para Beal, o Wizards estão atualmente próximos aos últimos da Conferência Leste, com uma campanha de 3-8, apesar de sua pontuação heroica. O Wizards faria bem em construir uma equipe melhor em torno de sua armador, para que não desperdissem os melhores anos de sua carreira.

3) Chris Paul

Chris Paul sempre foi um atirador de midrange eficiente, com seu manuseio astuto e habilidade especializada em criação de jogadas, criando todos os tipos de espaço para ele operar. Ele adaptou seu jogo ainda mais para a linha de três pontos, mas o armador veterano nunca abandonou a intermediária. Para esta temporada, ele está acertando cerca de 50% dos arremessos, com 4,7 tentativas por jogo. Paul também foi o atirador mais eficiente de todos os jogadores que atiraram em mais de 4 jumpers de média distância por jogo na última temporada, onde atirou 54% em 4,3 tentativas.

Paul tem a missão de tornar cada equipe em que ele jogar melhor. Ele fez isso com o então New Orleans Hornets, o L.A. Clippers, o Houston Rockets e o Oklahoma City Thunder; Paul está fazendo o mesmo com o Phoenix Suns que estão rolando perto do topo da Conferência Oeste.

2) LaMarcus Aldridge

O 6-Time NBA All-Star ainda é uma ameaça viável de pontuação de médio porte, depois de todos esses anos.

LaMarcus Aldridge sempre foi um pontuador de média distância consistentemente bom. Ele tem feito isso desde que era um jovem ala com o Portland Trailblazers, e é a jogada que ele utiliza desde então. Esta temporada não provou ser diferente, já que ele conseguiu um aproveitamento de 52,5% da área intermediária, com um volume notável de 6,7 tentativas por jogo (2º atrás de Bradley Beal). LA também estava fazendo o maior número de arremessos de médio alcance em um jogo na temporada anterior, com 3,0 com uma eficiência de 44,9%; ele está sempre no topo ou se aproximando do topo da liga em relação a esta estatística.

Apesar de Aldridge continuar sua eficiência na área de médio porte, ele está atualmente tendo sua média de pontos mais baixa nesta temporada desde seu ano de estreia. Seu San Antonio Spurs também não está no seu melhor nos últimos tempos; eles simplesmente não conseguiram chegar aos playoffs na temporada passada pela primeira vez em 22 anos. Além disso, a equipe foi criticada por ter LA e DeMar DeRozan como jogadores de sua franquia, sendo ambos idosos, predominantemente pontuadores de média distância. Será interessante ver para onde o Spurs vai a partir daqui, e se vão manter suas armas veteranas ou entregar as chaves do ataque aos jogadores mais jovens.

1) Kevin Durant

Kevin Durant é o pontuador mais imparável de todos os tempos? Possivelmente.

É de conhecimento comum no mundo do basquete que KD é um dos maiores pontuadores que já se viu jogar. O jogador é um arremessador e controlador de bola de elite, embora seja mais alto do que a maioria dos pivôs da NBA; isso dá a ele a rara habilidade de simplesmente arremessar de onde ele quiser.

Ele é um pontuador de elite em todos os três níveis, principalmente na área de média distância. Os defensores em todos os lugares estão preocupados com seu fadeaway da área do post, bem como com seu combo crossover-jumper patenteado na ala. Ele está atualmente dando quase 6 arremessos por jogo de midrange, e fazendo 49,2% deles.

É esse tipo de habilidade que lhe permitiu permanecer um jogador de ponta na liga, mesmo depois de sua devastadora ruptura de Aquiles. Ele tem sido muito bom com as cores do Brooklyn Nets quanto com o Warriors e o Thunder. KD e o Nets agora parecem ser candidatos ao título com indiscutivelmente o maior trio ofensivo da história, com o Slim Reaper acompanhado pelos outros pontuadores de elite James Harden e Kyrie Irving.

Curta o som Hoop78!

Este pode ser o motivo pelo qual o Warriors ainda não fez uma troca esta temporada

Renato Campos
Renato Campos

Com o Warriors tendo uma temporada surpreendentemente bem-sucedida, mesmo sem o All-Star Klay Thompson, eles parecem mais candidatos aos playoffs a cada semana. Embora eles ainda estejam lutando para juntar as peças dessa quase nova escalação do Warriors, considerar fazer mais uma adição ao elenco pode ajudar a transformar o Warriors em um time de playoffs.

Adicionar outro jogador estrela ao elenco do Golden State seria de fato benéfico. No entanto, qualquer troca blockbuster que o Warriors poderia potencialmente propor incluiria mais do que provavelmente Andrew Wiggins, e o Warriors pode não estar pronto para se separar de seu armador ainda.

Andrew Wiggins pode ser o motivo

Um fator-chave para o sucesso dos Warriors atualmente, e por que eles têm sido capazes de acalmar os críticos da pré-temporada, é em grande parte o desempenho MVP de Stephen Curry nesta temporada. O Warriors foi de fato o pior time de toda a liga na temporada passada, com Curry jogando apenas cinco jogos, e é garantido que os resultados seriam os mesmos se não fosse por Curry. Ele tem uma média de 29,4 pontos, 6,1 assistências e 5,4 rebotes - tudo o que ele precisa para combinar com seus bons números são mais vitórias.

Curry não está apenas carregando uma carga ofensiva pesada para o Warriors, mas a escolha número 1 do draft da NBA de 2014, Wiggins, também se tornou um dos jogadores mais conceituados do time.

Esta temporada será a primeira temporada completa de Wiggins com a equipe e ele causou impacto em quase todos os jogos. Ele conseguiu se manter saudável e ser eficaz no lado defensivo contra o qual o Warriors está lutando. Seu crescimento como jogador no plantel do Warriors foi evidente. Em suas seis temporadas na NBA, embora ele tenha tido uma média de 20 pontos ou mais em três delas, sua porcentagem de arremessos não passou de 45,9%, até esta temporada com o Warriors.

Wiggins agora está atirando em 46,8%, que é o recorde de sua carreira. Ele também está liderando o time em tocos por jogo, assim como o time está tendo problemas defensivos nesta temporada.

Se o Warriors propusess uma troca de sucesso nesta temporada, eles teriam que igualar os salários do jogador que chegasse, que é onde Wiggins entraria em jogo. Ele está atualmente recebendo $ 29,5 milhões nesta temporada e deve $ 65 milhões nas próximas duas. No entanto, esse foi o preço que eles tiveram que pagar quando negociaram com D’Angelo Russell e conseguiram a escolha do primeiro turno do Timberwolves em 2021.

Wiggins fazendo jus ao seu salário

Além de pagar Wiggins, a equipe também tem Curry, Klay Thompson e Draymond Green, todos com contratos de alto salário. Então, para trazer um jogador de sucesso, trocar um desses quatro seria uma obrigação, e os três últimos provavelmente estão fora de questão.

No entanto, Wiggins fez um trabalho decente garantindo que seu nome não fosse mencionado em rumores de troca até agora. Ele está atualmente com uma média de 17,6 pontos nesta temporada e se esforça para desbloquear todo o seu potencial no elenco do Warriors e ajudar o time a chegar aos playoffs.

No entanto, ainda há uma grande chance de que o Warriors possa aumentar seu ritmo e lutar por uma classificação mais alta. A equipe está atualmente apenas 2,5 jogos atrás do Suns, que está em quarto lugar na Conferência Oeste. O Warriors também teve uma dos calendários mais difíceis da liga até agora.

A melhora no jogo de Wiggins pode ser a razão pela qual o Warriors não se envolveu em uma troca blockbuster, embora o prazo da NBA não seja até 25 de março. Mas, com Wiggins ainda no elenco, a equipe pode ter um futuro brilhante.

Curta o som Hoop78!