Espalhe por Whatsapp

NBA: Shaq compara jogo de Giannis Antetokounmpo ao seu

Renato Campos
Renato Campos
14 de Julho

Uma das comparações que surgiram durante as finais da NBA entre Bucks e Suns tem sido a dominância de Giannis Antetokounmpo dentro do garrafão, ao estilo do início dos anos 2000 de Shaquille O’Neal. Na verdade, Antetokounmpo, como O'Neal, mostrou uma tendência para obter seus pontos perto da cesta e foi extraordinariamente eficiente em fazê-lo contra o Suns, acertando 92,9% das suas tentativas.

Isso mesmo: Antetokounmpo tentou 28 arremessos bem próximo do aro e acertou 26 deles.

Mas Chris Paul não concordou muito com a comparação feita entre os dois jogadores.

“Shaq não puxava contra-ataques”, disse Paul na terça-feira. “Ele fez isso no Jogo das Estrelas. Bem, ele fez algumas vezes quando ele jogou aquele lob ou algo parecido. Eu não sei ao bem quais são as comparações. Acho que para nós agora estamos apenas tentando ficar focados no que podemos fazer no Jogo 4 para parar Giannis e o resto dos caras. ”

O'Neal comparou seu jogo com o de Giannis

O'Neal é sem dúvida um dos maiores pivôs de todos os tempos, vencedor de quatro campeonatos da NBA com o Lakers e o Heat. Ele também jogou no Suns, chegando ao Arizona em 2008 e permanecendo na temporada seguinte, quando era um All-Star aos 36 anos. Ele teve uma média de 23.7 pontos, 10.9 rebotes e 2.5 assistências em sua carreira, arremessando 58.2 por cento - tentando apenas 22 vezes arremessos de 3 pontos em 19 temporadas.

Os números da carreira de Giannis são de 20.9 pontos, 9.1 rebotes, 4.5 assistências e 53,2 por cento de aproveitamento. Ele chuta muito mais de três, é claro, mas tem dificuldades, fazendo apenas 28.7 por cento até hoje em sua carreira. Provavelmente, os números mais importantes para a comparação são o fato de que Antetokounmpo tem 49.4 por cento de suas tentativas a um metro da cesta (de acordo com Basketball-Reference.com) e O'Neal tinha 50.9 por cento. Debaixo da cesta, Antetokounmpo marcou 73.6 por cento desses disparos, e O'Neal fez 74.5 por cento.

Em outras palavras, os dois jogadores dominam o jogo perto do aro. Mas é importante notar, como Paul fez, que Giannis lida com a bola muito mais do que O’Neal jamais fez, lidera contra ataques rápidos e é um excelente passador.

Ainda assim, quando O'Neal foi questionado para se comparar com um jogador dos dias de hoje, o ex-pivô disse:

"Eu seria o ‘Greak Freak’. Eu seria um cara que sabe driblar, pode ir pro aro com força. Que buscava as vezes armar o jogo. Eu tentava fazer isso de vez em quando, mas meus treinadores não permitiam. De vez em quando, eu fazia isso. Eu sei que vocês me viram fazer isso. Eu seria ele. No entanto, eu não mudaria meu jogo porque todo mundo estava atirando jumpers. Eu ainda faria o que faço e puniria os pivôs."

Estatística insana de Giannis Antetokounmpo mostra como ele dominou o jogo 3 entre Suns e Bucks

Para tudo que Giannis Antetokounmpo incorporou o espírito das Finais da NBA e fez uma baita partida no Jogo 3, garantindo a vitória do seu Bucks contra o Suns e diminuindo a diferença na série pra 2-1.

Mas a partida de Giannis teve uma mudança de comportamento que foi fácil de perceber durante o jogo, mas se você não viu o jogo, basta olhar o gráfico de seus arremessos para ver como ele garantiu os seus 41 pontos na vitória por 120-100.

E6-El-TJOWEAA8-Qy-Y

Como o jornalista Marc J. Spears do The Undefeated observou, o jogador do Bucks não acertou nenhum arremesso de média distância, basicamente dominando o time do Suns perto do seu aro, com um aproveitamento de 14 de 23 no geral. Giannis se tornou o primeiro jogador em 25 temporadas a marcar pelo menos 30 pontos sem acertar um arremesso com no mínimo um metro e meio de distância da cesta nas Finais da NBA.

Fora isso, Giannis foi 17 vezes para a linha de lances-livre e acertou 13 deles. Ninguém pode negar a eficácia do grego em um quesito que tem sido um problema pra ele nessa temporada.

Fato é, que o Suns não teve respostas para a agressividade de Giannis perto do aro e sem dúvida o técnico Monty Williams vai buscar sanar essa questão para o Jogo 4 da série.

Após a partida, Chris Paul reconheceu seu fracasso em tentar parar Giannis. Com isso dito, o CP3 lançou um desafio aos Suns para tentar construir uma “parede” em torno de Antetokounmpo para detê-lo.

Vamos aguardar o Jogo 4 para ver se a tática de Chris Paul vai dar certo.

Top Histórias

A intensa relação de Kevin Durant com a maconha contada em livro

Giannis Antetokounmpo reage a contagem durante seus lances-livres

O Lakers deve estar feliz porque Kawhi Leonard escolheu o Clippers

Fique por dentro

NBA: Stephen Curry é um dos cinco melhores jogadores de todos os tempos?

Bradley Beal decidiu seu futuro para a próxima temporada da NBA

NBA: Kyrie Irving revela porque agiu de forma agressiva com torcida do Celtics

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!