Espalhe por Whatsapp

NBA: Draymond Green abre o jogo e fala do seu relacionamento com Kevin Durant

Renato Campos
Renato Campos
23 de Novembro

Depois de ganhar títulos consecutivos da NBA com o Warriors em 2017 e 2018, muitas pessoas acreditaram que Kevin Durant continuar na franquia era quase um negócio fechado. O Warriors era o time mais imparável da NBA com KD e estavam prestes a ser indiscutivelmente a maior dinastia de todos os tempos. Mas um jogo em novembro de 2018 no Staples Center mudou o curso da história.

Com a chance de vencer o Clippers, o atacante Draymond Green do Warriors pegou um rebote durante a posse final do jogo. Em vez de passar a bola para Durant, que estava bem ao lado dele, Green carregou a bola e acabou desperdiçando a posse, o que levou a uma disputa visivelmente acalorada entre ele e KD. Embora não tenha sido confirmado exatamente o que Green disse a KD, foi o suficiente para justificar sua suspensão da equipe. Até hoje essa disputa é vista como um dos fatores determinantes do motivo pelo qual Durant saiu para se juntar ao Nets na agência livre naquele verão.

Draymond Green detalha sua ligação com Kevin Durant

Enquanto alguns acreditam que ainda há tensão entre Green e Durant até hoje, o jogador do Warriors diz que não é o caso. Na verdade, é literalmente o oposto.

"Esse cara é meu irmão, fizemos muitas coisas especiais juntos, e ganharmos um campeonato juntos. Eu não tenho nada além de amor por aquele irmão. Eu amo aquele homem. Esse é meu irmão ”, disse Green durante uma recente aparição no podcast “What’s in Your Glass?” de Carmelo Anthony. “Uma coisa que eu sei é: eu sei que posso contar com ele. Não apenas no basquete. Na vida, eu sei que se algo der errado comigo, posso recorrer a ele. E vice versa."

Durant ficou mais chateado com o Warriors do que com Green

O consenso em torno da comunidade da NBA era que Durant deixou o Warriors para se juntar ao Nets principalmente porque estava bravo com Draymond e as coisas que ele disse durante a discussão. Mas, de acordo com Durant, ele estava mais chateado com a maneira como a situação foi tratada pela diretoria do Warriors do que com o que realmente foi dito a ele.

“Não foi o argumento”, disse Durant a Green durante uma aparição no programa “Chips”. “Foi a forma com que todos lidaram com aquilo - Steve Kerr agiu como se nada tivesse acontecido. Bob Myers tentou apenas discipliná-lo e pensar que isso poria uma máscara sobre tudo. Eu realmente senti que aquela era uma situação tão grande para nós como um grupo, a primeira vez que passamos por algo assim. Tínhamos que resolver entre todos. ”

Para o Warriors e Durant, o ano de 2019 se tornou um ano do "e se". E se Draymond passasse a bola para KD? E se Meyers e Kerr nunca suspendessem Draymond? E se Durant nunca tivesse rompido o tendão de Aquiles nas finais da NBA?

Tantos fatores determinantes que acabaram mudando o curso da história. Podemos nunca ter as respostas para as perguntas. Mas o que absolutamente não pode ser contestado é que, enquanto Durant estava no Warriors, eles foram uma das forças mais imparáveis da história da NBA.

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!