Espalhe por Whatsapp

NBA: Trae Young não está nada satisfeito

24 de Junho

Nate McMillan, mais do que a maioria, conhece a natureza imprevisível de um armador equipado com uma confiança inabalável.

Esta temporada está chegando ao fim sem os pilares dos últimos playoffs, em parte por causa de uma série de lesões. LeBron James e o Lakers foram eliminados na primeira rodada. Kevin Durant, Kyrie Irving e James Harden perderam na segunda com o Nets. As únicas aparições de Stephen Curry na pós-temporada foram enquanto assistia seu irmão, Seth, jogar pelo Philadelphia.

Em vez disso, esses playoffs estão proporcionando um palco para jogadores como Devin Booker e Trae Young atingirem a maioridade.

Young fez o que as defesas permitiram enquanto aprendia como jogar na NBA durante suas primeiras duas temporadas. Ele simplesmente não tinha o calibre de seus companheiros de equipe, que agora dependem de seu jogo.

Atlanta não ultrapassou o limite de 30 vitórias em nenhuma das duas temporadas anteriores e não foi uma das 22 equipes convidadas para a bolha Disney na temporada passada, quando a NBA retomou a temporada de pandemia interrompida.

O Hawks se reorganizou de forma rápida e inteligente adicionando Bogdanovic e Gallinari por meio de agência livre e Capela e Lou Williams por meio de negociações para acompanhar o núcleo em desenvolvimento de Young, Collins e Huerter.

O Hawks começou a temporada com a esperança de se classificar para os playoffs, mas esse objetivo pareceu rapidamente fora de alcance. Atlanta começou 14-20 antes de demitir o técnico Lloyd Pierce e promover McMillan, que era seu assistente. O Hawks se recuperou no momento em que Bogdanovic voltou de uma lesão que o limitou, terminando a temporada de 27-11 para garantir a quinta posição de sua conferência.

“Tem sido uma jornada difícil”, disse Young. “Demorou muito para chegar aqui. Para nós, acho que os caras que estão aqui desde a reconstrução, essa sensação é muito melhor do que antes. Sabemos que é nosso primeiro ano nos playoffs juntos, e é apenas o começo também. Essa é a melhor parte de tudo isso. ”

Young tem uma média de 29,1 pontos e 10,4 assistências por jogo durante esses playoffs. Ele é um dos jogadores mais divertidos de se assistir. Mas por outro lado, seus adversários estão amando o odiar.

Até agora nesta pós-temporada, Young fez uma reverência no Madison Square Garden enquanto finalizava o Knicks em cinco jogos, e ele executou flexões na quadra no Wells Fargo Center enquanto durava mais que o 76ers e na primeira partida contra o Bucks, esperou uma eternidade na linha de 3 pontos, antes de finalizar um arremesso. O Hawks tem vencido com Young saboreando seu papel de vilão, sorrindo enquanto as multidões o vaiam e xingam.

A última vez que o Hawks chegou tão longe nos playoffs, eles eram liderados por Mike Budenholzer, agora o treinador do Bucks. O Bucks representa outro sério desafio em uma pós-temporada em que Young e o Hawks continuamente silenciaram seus céticos.

Giannis Antetokounmpo responde com classe provocação de Trae Young

Ninguém esperava que Atlanta se classificasse para as finais da conferência. Talvez a confiança inabalável de Young seja contagiosa.

“A confiança ainda existe”, disse Young. “A confiança vai permanecer a mesma. Estamos felizes por termos chegado às finais da Conferência Leste, mas não estamos satisfeitos. É ótimo estarmos aqui, mas ainda temos alguns jogos a vencer. ”

Fique por dentro

NBA: Stephen Curry é um dos cinco melhores jogadores de todos os tempos?

Bradley Beal decidiu seu futuro para a próxima temporada da NBA

NBA: Kyrie Irving revela porque agiu de forma agressiva com torcida do Celtics

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!