Espalhe por Whatsapp

NBA: Conheça os supostos novos coproprietários do Lakers

Renato Campos
Renato Campos
27 de Junho

Uma dupla de coproprietários do Dodgers está supostamente comprando parte do Lakers nesta offseason. O presidente da equipe e proprietário Mark Walter, bem como o coproprietário Todd Boehly, estão comprando 27 por cento do Lakers, de acordo com o Sportico.


Essa é a parcela da equipe de Philip Anschutz, bilionário chefe da AEG, dona do Staples Center. Dan Woike, do Los Angeles Times, confirmou que Anschutz estava vendendo sua participação na equipe.

De acordo com Soshnick, “a transação avalia o Lakers em cerca de US$ 5 bilhões, de acordo com duas das pessoas, que obtiveram anonimato porque o assunto é privado”, o que significaria que a participação minoritária teria sido vendida por cerca de US$ 1,35 bilhão.

O negócio, se concluído, precisaria ser aprovado pelo conselho de governadores da NBA.

A família Buss detém a maioria do Lakers, com Jeanie Buss como presidente da equipe e controladora. Mas se a família decidir vender, o direito de preferência daria a Walter e Boehly a primeira chance de comprar e obter o controle acionário.

Jerry Buss comprou o Lakers e o The Forum de Jack Kent Cooke em 1979 e foi o dono da equipe até sua morte em 2013. Foi quando Jeanie Buss assumiu. Seus irmãos Jim e Johnny Buss tentaram tirar Jeanie do conselho de diretores do Lakers em 2017, mas uma ordem de restrição temporária frustrou a tentativa dos irmãos, que mais tarde foi retirada.

Walter e Boehly fazem parte do grupo Guggenheim Baseball Management que comprou os Dodgers em 2012 por um valor recorde de US$ 2,15 bilhões, um preço de venda que incluía o Dodger Stadium e os terrenos ao seu redor. A participação exata de Boehly nos Dodgers é desconhecida, mas Barron’s relatou isso em 2019 como 20 por cento da equipe.

Walter e Boehly, junto com vários outros co-proprietários dos Dodgers, incluindo Magic Johnson, também compraram o Los Angeles Sparks em 2014.

Em março, a Forbes avaliou os Dodgers em US$ 3,57 bilhões, atrás apenas dos Yankees na MLB. O Sportico tem o Lakers avaliado em US$ 5,14 bilhões, o terceiro maior da NBA, atrás dos Knicks e Warriors.

Armador do Nets teria interesse em jogar pelo Lakers

O Lakers busca ajuda para LeBron James e Anthony Davis nesta offseason. Segundo o repórter Kevin O'Conner do The Ringer, Spencer Dinwiddie optou por não renovar com o Nets para assinar com o Lakers na próxima temporada.

“Foi relatado que ele recusará a opção de jogador, e ele terá muitos times atrás dele”, observou O’Connor no The Ringer NBA Show. “Não me surpreenderia se o víssemos ou o Nets tentar encontrar um caminho para uma situação de sign-and-trade, potencialmente. Alguns times que já se interessaram por ele no passado, como o Lakers, teriam que assinar e trocar. Então, vamos ver o que acontece lá. ”

Há duas coisas importantes a observar quando se trata do futuro de Dinwiddie, começando com seu potencial status de agente livre. Dinwiddie tem uma opção de jogador que ele precisaria recusar para isso.

Isso tornaria o Lakers uma opção mais provável, mas a equipe precisaria fazer um sign-and-trade com o Nets para ter uma chance pelo armador neste cenário. Finalmente, vale a pena observar a saúde de Dinwiddie, já que o armador jogou apenas três jogos antes de sofrer uma lesão no ACL que terminou sua temporada.

Os primeiros sinais indicam que Dinwiddie já está se recuperando totalmente da lesão. Shams Charania do Athletic relatou que Dinwiddie foi "totalmente liberado" pelos médicos após se recuperar de uma ruptura parcial do ACL.

“O agente livre do Nets, Spencer Dinwiddie, foi totalmente liberado para todas as atividades de basquete, diz seu cirurgião, Dr. Riley Williams,” Charania detalhou no Twitter. “Dinwiddie se recuperou de uma ruptura parcial do ACL em pouco mais de cinco meses. Ele entra no free agency como um dos melhores armadores do mercado. ”

O Lakers supostamente explorou uma troca de Kuzma por Dinwiddie

Jake Fischer do Bleacher Report relatou que o Lakers explorou uma negociação com o Nets centrada na troca de Kyle Kuzma por Dinwiddie antes de sua infeliz lesão. Dinwiddie teve uma média de 20,6 pontos, 6,8 assistências e 3,5 rebotes em 64 jogos. Se saudável, Dinwiddie daria ao Lakers uma legítima terceira opção ao lado de Davis e James. O único desafio é que Dinwiddie não é um arremessador de três pontos consistente, uma fraqueza significativa que o Lakers precisa para lidar com esta offseason.

“Além de sua busca por Lowry, o Lakers estava vasculhando a liga em busca de oportunidades de adquirir um jogador novato que talvez pudesse fazer a ponte entre este capítulo de James-Davis e o inevitável futuro pós-James”, explicou Fischer. “Antes da lesão de Spencer Dinwiddie, o Lakers até perguntou sobre a adição do jogador do Brooklyn em troca por Kuzma.”

O Lakers já foi vinculado a uma série de estrelas nesta offseason, com muito poucos movimentos tendo chance de acontecer. Enquanto o armador do Nets é um alvo realista para Los Angeles. O armador tornou-se mais dispensável para o Brooklyn depois que a diretoria trocaram por James Harden.

“Lidaremos com Spencer quando chegar a hora”, disse Marks, de acordo com o SB Nation. “Obviamente, Spencer se colocou em uma posição para garantir seu futuro a longo prazo. Adoraríamos desempenhar um papel nisso, quer seja aqui ou podemos ajudá-lo a encontrar seu caminho, mas vamos nos concentrar nisso em uma data posterior."

Dono do Warriors acaba com rumor sobre LeBron James e Stephen Curry

Supondo que Dinwiddie faça check-out médico, a principal questão para o Lakers será o preço pedido pelo armador.

“Parece que Dinwiddie está indo embora”, disse um executivo da NBA à HoopsHype. “Ele terá um pedido salarial alto. Eu não o vejo ficar de qualquer maneira. Não tenho a sensação de que ele quer estar em Brooklyn."

Fique por dentro

NBA: Stephen Curry é um dos cinco melhores jogadores de todos os tempos?

Bradley Beal decidiu seu futuro para a próxima temporada da NBA

NBA: Kyrie Irving revela porque agiu de forma agressiva com torcida do Celtics

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!