Espalhe por Whatsapp

O que um jogador da NBA é proibido de fazer fora das quadras?

Ricardo Romanelli
Ricardo Romanelli

A vida que um atleta da NBA leva pode ser considerada um sonho para muitos. Eles são muito bem pagos para fazer aquilo que todos nós amamos: jogar basquete. Viagens em aviões e hotéis confortáveis, excelentes condições de treino e jogo, equipamentos esportivos de ponta e assessoria para tudo que precisarem estão entre as principais benesses das quais desfrutam ao longo de suas carreiras. Mas, nem tudo são flores. Existem algumas coisas que os jogadores da NBA são contratualmente proibidos de fazer fora das quadras. As principais são:

Lutar boxe ou luta-livre

Andar de moto

Praticar automobilismo

Pular de paraquedas

Pular de asa-delta

Algumas dessas coisas parecem bem aleatórias, mas fazem parte de um rol exemplificativo de coisas que um atleta não pode fazer. Basicamente, qualquer atividade que tenha um grande risco de lesão pode dar base para que o atleta que a desempenhar tenha seu contrato invalidado. Em 2007, por exemplo, Vladmir Radmanovic sofreu uma grave lesão no ombro enquanto enquanto praticava snowboard. O atleta, que na época era jogador do Los Angeles Lakers, inicialmente disse ter sofrido o acidente após escorregar em um pedaço de gelo em um parque em Utah. Dias depois, a verdade veio à tona e o Lakers considerou terminar o contrato do jogador, mas acabou por apenas aplicar uma multa no valor de US$ 500 mil por praticar atividades perigosas fora de quadra.

Mas com tantas proibições, o que um jogador pode fazer em seu tempo livre? Até para exemplificar melhor o que pode e o que não pode ser considerado atividade perigosa, o contrato padrão da NBA também traz exemplos de atividades que estão permitidas para os atletas longe das quadras. São elas:

Jogar golfe

Jogar handball

Jogar vôlei

Jogar tênis

Natação

Caminhada

Apesar das restrições, não temos dúvida de que estes jovens milionários da NBA não possuem qualquer dificuldade em encontrar maneiras de preencher seu tempo livre, não é mesmo?

Curta a Hoop78 no Facebook