Espalhe por Whatsapp

Agente de LeBron James admitiu fazer apostas em jogos da NBA ilegalmente

Renato Campos
Renato Campos
01 de Dezembro

Durante a maior parte da carreira de LeBron James na NBA, Maverick Carter atuou como seu gerente de negócios. Carter, assim como James, cresceu em Akron, Ohio, e, apesar de não ter concluído sua formação universitária, ele soube como aprender a fazer negócios.

Enquanto a equipe de representantes de James, que inclui Carter e o agente Rich Paul, é vista como uma história de sucesso, uma nova e importante alegação veio à tona.

Carter teria admitido apostar em jogos da NBA usando um bookmaker ilegal. Ele fez essa admissão em novembro de 2021 a agentes federais, quando eles estavam investigando Wayne Nix, o bookie ilegal em questão.

Via Washington Post:

"Carter e seus advogados disseram aos investigadores, mostram os registros, que ele fez aproximadamente 20 apostas em jogos de futebol e basquete ao longo de um ano, com cada aposta variando entre $5.000 e $10.000", escreveu Gus Garcia-Roberts. "Uma acusação no caso afirma que em novembro de 2019, durante a temporada de título do Lakers, o parceiro de Nix, Edon Kagasoff, disse a um 'gerente de negócios de um jogador de basquete profissional' por texto que ele poderia aumentar suas apostas em jogos da NBA para até $25.000."

Adam Mendelsohn, porta-voz de Carter e James, disse que Carter "não era o alvo da investigação, cooperou, nunca foi acusado e nunca mais foi contatado sobre o assunto." Mendelsohn também afirmou que as apostas feitas por Carter não tinham nada a ver com James, enquanto Carter disse aos agentes que "não se lembrava de ter feito apostas no Lakers."

Scottie Pippen também teria feito apostas ilegais

Dois outros atletas de alto perfil também estão envolvidos: o ex-jogador do Chicago Bulls e membro do Hall da Fama, Scottie Pippen, que também admitiu fazer apostas através de Nix, e o ex-astro do Los Angeles Dodgers, Yasiel Puig, um dos clientes de Nix.

Carter contou aos investigadores como ele conheceu Nix

"No mês seguinte, os investigadores conduziram uma entrevista em vídeo com Carter, que estava como passageiro em seu próprio carro e acompanhado na entrevista por dois advogados", escreveu Garcia-Roberts após revelar detalhes sobre a entrevista de Pippen com os investigadores. "De acordo com um relatório detalhando a entrevista, Mitchell, o promotor, também explicou a Carter, como os investigadores rotineiramente fazem, o estatuto que torna um crime mentir durante tal entrevista.

"Os agentes mostraram a Carter fotos de várias pessoas envolvidas na operação de apostas, de acordo com o relatório, e ele disse que reconhecia apenas uma delas: Nix, com quem ele havia jogado cartas em Las Vegas em algumas ocasiões.

"Carter disse que conheceu Nix em 2017 ou 2018 através de um amigo chamado Jeff de Ohio, cujo sobrenome Carter disse não se lembrar. Mas outros registros lançam uma luz sobre as conexões entre Carter e a operação de Nix."

"... Carter disse aos agentes que quando estava em Las Vegas, Nix o acompanhava e a outros. Fora de Las Vegas, Carter disse, ele e Nix conversavam apenas por telefone. Quando os agentes perguntaram se ele ainda tinha o número de telefone de Nix, Carter disse que o deletou depois de saber que o governo 'estava olhando' para Nix. Carter compartilhou com os investigadores seu próprio número de telefone, que ele disse ter usado para enviar mensagens de texto para Nix, e disse que ele 'não usava outros telefones.'"

"Carter reconheceu que sabia que Nix estava envolvido em jogos de azar e disse que Nix lhe devia dinheiro tanto de pôquer quanto de futebol. As 20 apostas que ele fez através de Nix foram em futebol universitário, NFL e NBA, Carter disse aos agentes, e ele disse que enviaria suas apostas por texto para Nix ou as faria diretamente através do Sand Island Sports, o site da Costa Rica que Nix usava. Carter disse que não conhecia Edon Kagasoff.

"Carter disse que pagou e recebeu ganhos de Nix através de transferências bancárias e em dinheiro, identificando um de seus funcionários que, segundo ele, lidava com as entregas de dinheiro. Os agentes federais perguntaram a Carter se ele havia sido 'verdadeiro e não enganoso' em qualquer uma de suas respostas, de acordo com o relatório de investigação, e Carter disse que sim."

Jogadores e pessoas oficialmente envolvidas na NBA, não pode fazer apostas ligadas a liga

É importante lembrar que, de acordo com as regras da NBA, jogadores, oficiais de equipe e oficiais da liga não podem apostar em jogos da NBA. A Associação Nacional de Jogadores de Basquete, o sindicato dos jogadores da NBA, não permite que agentes façam apostas em jogos da NBA, mas não tem restrições semelhantes para gerentes de negócios como Carter.

Fique por dentro

O maior placar da história da NBA

A triste declaração de Rick Rubio anunciando sua aposentadoria da NBA

Basta! A NBA não pode tolerar mais atitudes como essa de Draymond Green

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!