Espalhe por Whatsapp

As 3 maiores decepções do Lakers até agora na temporada da NBA

Raphael Philipe
Raphael Philipe
14 de Novembro

O Los Angeles Lakers supostamente teve uma das offseasons mais bem-sucedidas de todos os times da NBA, preenchendo muitas lacunas que surgiram em sua corrida para as finais da Conferência Oeste. O time entrou nesta temporada com a expectativa de conquistar um campeonato e, até agora, estão no meio da tabela com uma campanha de 5-5.

Anthony Davis tem sido incrível em ambos os lados da quadra e LeBron James continua desafiando o tempo. Mesmo que ambos os jogadores tenham perdido um jogo cada, eles têm estado principalmente saudáveis e dominantes.

Neste ponto da carreira de LeBron, ele precisa que seu elenco de apoio dê um passo à frente e ajude quando ele não estiver apto para jogar. Isso é algo que o Lakers não fez no início da temporada, forçando LeBron a jogar muito mais minutos do que Darvin Ham esperava.

Com base nisso, vamos dar uma olhada nas três maiores decepções do Lakers nesta início de temporada.

Jarred Vanderbilt

Sem dúvida esse ponto pode não agradar a todos os torcedores do Lakers, mas Jarred Vanderbilt ainda não jogou uma partida pelo Lakers nesta temporada. Ele ganhou um novo contrato, mas ainda não conseguiu entrar em quadra enquanto se recupera de uma lesão no calcanhar.

Quando o Lakers o adquiriu na metade da temporada passada, ele jogou nos últimos 26 jogos do time, quando a equipe conquistou uma campanha de 18-8 e chegou ao play-in. Vanderbilt teve médias de 7,2 pontos, 6,7 rebotes e 1,2 roubos de bola. O mais importante foi seu impacto defensivo, que foi o segundo melhor do Lakers, atrás apenas de Anthony Davis.

Vanderbilt proporciona uma intensidade defensiva que o Lakers precisa. Na temporada passada, o time teve o terceiro melhor rating defensivo na NBA quando ele estava jogando. Até agora nesta temporada, o Lakers está em 22º lugar no rating defensivo, em grande parte porque Vanderbilt não está lá.

Vanderbilt não proporcionará um impacto ofensivo enorme quando voltar de lesão, mas essa não é sua função. Pode ser injusto dizer que ele é uma decepção até agora porque não jogou. A melhor qualidade de um jogador, é a sua disponibilidade, e o Lakers contava com ele para trazer um impacto defensivo nesta temporada.

Gabe Vincent

Gabe Vincent foi uma das grandes contratações do Lakers na offseason. Sua função era desempenhar o papel básico de um jogador 3-D, pois D'Angelo Russell não conseguiu conter Jamal Murray nas finais do oeste, e o Lakers precisava de um armador com mentalidade defensiva.

Vincent está vindo de uma temporada em que desempenhou um grande papel em uma improvável corrida para as finais da NBA pelo Miami Heat. Vincent teve médias de 12,7 pontos e 3,5 assistências, acertou 37,8% dos arremessos de três pontos e jogou sempre com uma defesa sólida.

Vincent não tem jogado nem de perto como jogou nos playoffs do ano passado. Suas médias são de 6 pontos, 3 assistências e sólidos 1,5 roubos. Atualmente, está acertando 39,3% dos arremessos de quadra e 7,1% dos arremessos de três pontos.

Seu percentual de arremessos tem sido horrível, assim como o da maioria dos outros jogadores da equipe. Atualmente, o Lakers está acertando 30,4% dos arremessos de três pontos, o que coloca o time em 29º lugar na NBA, e o fato de Vincent acertar apenas sete por cento não ajuda em nada o Lakers.

Vincent ficou fora dos últimos seis jogos, mas só fez um arremesso de três pontos no início da temporada. É justo dizer que Vincent tem sido decepcionante até aqui, mas ele precisa jogar bem quando voltar de lesão se o Lakers quiser ter sucesso.

Austin Reaves

Austin Reaves teve uma temporada de destaque no ano passado, quando, nos últimos 27 jogos, teve médias de 16,5 pontos, 3 rebotes e 5 assistências, acertando 57,7% dos arremessos de quadra, 45,6% dos arremessos de três pontos e 84,3% da linha de lances livres. Ele continuou assim nos playoffs, com médias de 16,9 pontos, 4,4 rebotes e 4,6 assistências.

Sua incrível performance o colocou como o 66º jogador na lista dos 100 melhores da ESPN, mas ele não tem sido isso para o Lakers. Até agora nesta temporada, ele tem médias de 13,8 pontos, 4,3 assistências e 4 rebotes.

Esperava-se que ele fosse o terceiro melhor jogador e a terceira estrela do Lakers, e ele não tem sido. A inconsistência de Reaves no início da temporada tem sido uma das principais razões para o começo lento do time. Ele jogou bem em alguns jogos, mas nos jogos em que não apareceu, o Lakers perdeu.

Darvin Ham está experimentando usar Austin Reaves vindo do banco nos últimos dois jogos, e ele jogou bem. Ele teve médias de 16,5 pontos, 2,5 rebotes e 5,5 assistências e o Lakers tem uma campanha de 2-0 desde então.

Parece que o Lakers encontrou a receita certa para que Austin Reaves seja mais bem-sucedido. Mas além desses dois jogos muito bons saindo do banco, Reaves tem sido facilmente o jogador mais decepcionante dessa lista porque se esperava muito dele neste início de temporada

Fique por dentro

A triste declaração de Rick Rubio anunciando sua aposentadoria da NBA

Basta! A NBA não pode tolerar mais atitudes como essa de Draymond Green

NBA se posiciona sobre o retorno de Ja Morant às quadras

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!