Espalhe por Whatsapp

NBA: Jayson Tatum abre o jogo sobre as críticas de seu companheiro de Celtics Marcus Smart

Renato Campos
Renato Campos
18 de Fevereiro

Ser selecionado para o All-Star Game é uma honra. Um sonho reservado para 25 jogadores da NBA todos os anos, e para Jayson Tatum, do Boston Celtics, que está indo para seu terceiro All-Star Weekend, é o momento ideal para refletir.

Foi o que Tatum fez. Em uma conversa com JJ Redick, apresentador do podcast "The Old Man & The Three", o três vezes All-Star se abriu sobre os primeiros anos de sua carreira.

Jayson Tatum sobre as críticas de Marcus Smart: 'Me pegou desprevenido'

Tatum revelou que o sucesso desde o início – com duas viagens para as finais da Conferência em três anos – provavelmente não foi a melhor coisa para o jovem Jayson.

Ele tomou as coisas como garantidas. Então, quando o armador do Celtics, Marcus Smart, criticou publicamente Tatum e Jaylen Brown no início da temporada 2021-22 porque eles não “queriam passar” a bola, Tatum ficou surpreso.

"Isso me pegou desprevenido, com certeza", respondeu Tatum. “Acho que o que você precisa entender por estar na NBA é que, especialmente depois que deixamos reverter uma vantagem de 18 pontos para o Bulls, aquilo era apenas o início da temporada. Nós estávamos provavelmente com uma campanha de 2-5. Todos estavam frustrados. Então, quando eu vi, não fiquei com raiva. Eu não estava bravo nem nada. Só esperei até o dia seguinte. Eu vi Smart no centro de treinamento e conversamos.”

Tatum & Smart tiveram uma 'grande conversa'

Depois que o Celtics se viu no lado errado de uma sequência de 39 a 11 no quarto período, o Chicago Bulls acabou conquistando uma vitória por 96 a 77 nas costas de Brown e Tatum que combinaram 1 de 10 arremessos, enquanto Smart foi teve apenas 1 de 1 naquela noite. Portanto, é seguro dizer que as tensões foram altas momentos depois, quando Marcus falou com a imprensa.

No entanto, cabeças mais frias prevaleceram no dia seguinte.

“Foi uma ótima conversa, na verdade”, acrescentou Tatum. “Tivemos algum tempo para dormir. Você sabe, a adrenalina sumiu do jogo e ele se desculpou pelo que disse – isso era algo que ele não deveria ter dito na imprensa. Eles confundiram as palavras dele, ou algo assim. Não me ofendi. Comecei dizendo: ‘Ouça, mano, não sou perfeito. Eu cometo erros.” Ainda tenho um longo caminho a percorrer de onde estou tentando chegar.

“Mas, acho que encerramos a conversa em ‘Estamos nisso juntos, estamos todos no mesmo time e estamos tentando descobrir as coisas’.”

Três meses depois, o Celtics é atualmente o time mais quente da liga.

Vencedor de 12 de seus últimos 14 jogos, o time de Boston tem uma campanha de 34-26, e detém a sexta melhor campanha da Conferência Leste.

“Obviamente, dizer certas coisas como essa para a imprensa não ajuda no caso de ninguém, porque obviamente, isso é tudo o que foi falado na próxima semana quando se referiram ao Celtics”, explicou Tatum. “Mas não foi o fim do mundo. Nenhum dano, não houve problemas e já passamos por isso agora.”

Nada como um dia após o outro. Certo, Jayson?!

Fique por dentro

NBA: Stephen Curry é um dos cinco melhores jogadores de todos os tempos?

Bradley Beal decidiu seu futuro para a próxima temporada da NBA

NBA: Kyrie Irving revela porque agiu de forma agressiva com torcida do Celtics

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!