Espalhe por Whatsapp

NBA: O time de LeBron James na próxima temporada

24 de Fevereiro

Após o fim de semana do All-Star Game da NBA, muito tem se falado sobre LeBron James deixar o Lakers e eventualmente procurar uma nova casa, ou mesmo retornar para sua cidade natal em Cleveland.

Mas, embora seus comentários comprovem que ele não está muito satisfeito com o Lakers, LeBron pode continuar em Los Angeles e buscar uma renovação de contrato após a próxima temporada.

Esse é o pensamento do insider Shams Charania do The Athletic.

Durant o episódio de quarta-feira do Pat McAfee Show, Sharania fez o seguinte comentário:

"Pessoalmente, não vejo um cenário em que LeBron James esteja saindo do Lakers para o Cavs. De tudo o que me disseram, seu plano é ser um Laker no futuro próximo."

Antes da declaração, Sharania reportou que havia conversado com o agente de LeBron James, Rick Paul, e que a tensão relatada por muitos, não era verdadeira e que sua agência não havia forçado o Lakers a negociar Russell Westbrook.

Enquanto LeBron está sob contrato com o Lakers até a temporada 2022-23, seu futuro com a equipe continua sendo um assunto de destaque, já que o "Purple & Gold" tem muitos problemas nesta temporada.

"A porta não está fechada para isso", disse James a Jason Lloyd, do The Athletic, ao falar sobre um possível retorno a Cleveland. "Não estou dizendo que vou voltar e jogar, não sei. Não sei o que meu futuro reserva. Nem sei quando estarei livre."

LeBron também enfatizou o quão importante é eventualmente jogar com seu filho, Bronny, que será elegível para o Draft da NBA de 2024.

LeBron será para sempre uma lenda em Cleveland depois de levar o Cavaliers a cinco finais da NBA em suas duas passagens com a equipe, inclusive quando venceu as finais da NBA de 2016 contra o Golden State Warriors.

No entanto, Cleveland construiu um núcleo jovem forte na Conferência Leste, e Marc Stein informou que a equipe pode não se interessar na oportunidade de trazê-lo de volta nesta fase.

Por outro lado, há o relacionamento de LeBron com o Lakers, que supostamente azedou desde que eles conquistaram o título de 2019-20 dentro da bolha da Disney. Bill Oram, do The Athletic, relatou que James não está feliz que o gerente geral Rob Pelinka tenha permanecido ocioso no prazo de troca, mesmo entre as dificuldades da equipe.

"A situação é tensa o suficiente para que uma fonte próxima ao Lakers a comparou aos primeiros dias de uma guerra", relatou Oram.

No entanto, o relatório também cita fontes que disseram que LeBron detinha mais poder dentro da organização do que Kobe Bryant e foi um fator determinante na aquisição de Anthony Davis e Russell Westbrook.

A troca de Davis ajudou Los Angeles a vencer o campeonato em 2020, mas a aquisição de Westbrook foi um fracasso até agora. O Lakers tem 27 vitórias e 31 derrotas nesta temporada e estão em nono lugar na classificação da Conferência Oeste.

Eles podem estar a caminho de uma vaga no torneio play-in e talvez tentar algum esforço na pós-temporada, então o futuro de LeBron ainda vai ser um ponto de muita discussão.

Vale lembrar, que LeBron James terá 38 anos quando seu contrato terminar com o Lakers. Se é uma certeza de que ele quer jogar com seu filho, se Bronny ainda não for elegível para entrar na NBA, não seria um bom negócio para LeBron deixar Los Angeles, tendo em vista seus empreendimentos comerciais e acordos publicitários.

O que LeBron tem feito, vimos por muitas vezes Kobe Bryant fazer. Um gigante, jogando em uma gigantesca franquia, cobrando resultados.

No final das contas, o Lakers vai precisar agitar a offseason e dar mais uma chance a LeBron de conquistar um título por lá

Fique por dentro

NBA: Kyrie Irving revela porque agiu de forma agressiva com torcida do Celtics

Draymond Green fica indignado com escolha da NBA

NBA: Steve Nash preocupa ao falar de atual situação de Ben Simmons

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!